You are here

Dia Mundial da Paz na Guiné-Bissau

O Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) e as redes de jovens na África Central e Ocidental, organizaram uma campanha na mídia para comemorar o Dia Internacional da Paz deste ano, que Celebra-se hoje dia 21 de setembro de 2020.

O tema da campanha na mídia é #YouthforPeace & #PeaceinSahel, uma iniciativa que visa mobilizar os diversos atores da região para ações concretas e sustentáveis de construção da paz.

Na Guiné-Bissau, o UNFPA em parceria com o Ministério da Juventude e Desporto, atravês do Instituto da Juventude e demais organizações juvenis, organizou um evento de celebração do Dia Internacional da Paz 2020, no palácio do Governo, presidido pelo Secretário de Estado de Juventude e Desporto, Florentino Dias, que fez um vibrante apelo à juventude guineense a demarcar-se de quaisquer atos ou intenções que possam referir a paz e convergir as suas ações para a promoção de uma vida comum e saudável.

“vamos investir no potencial dos jovens, para a paz em África, e melhorar as visões e as relações com os outros, eliminando qualquer barreira à convivência, seja ela racial, étnica ou religiosa." Florentino Dias, Secretário de Estado de Juventude e Desporto. 

Florentino afirmou que investir no potencial da juventude para a paz em África, é o centro de roteiro da União Africana (UA), de forma particular do programa de governação guineense, imponderar economicamente a juventude e elevar a sua participação política e social no desenvolvimento do país.

O titular da pasta de Secretaria de Estado de Juventude e Desportos sublinhou que agregando à celebração da independência nacional, que se celebra no dia 24 de setembro, a mensagem é única: “a reconciliação nacional e a unidade para a implementação do programa maior da afirmação em quanto povo”, assegurando que a paz e o progresso é a promessa que cada patriota faz e que “é lembrado em cada eco do hino nacional”.

Florentino Dias afirmou que este desígnio só é tangível com uma juventude livre, preparada, determinada e imponderada para poder dar a sua contribuição na sociedade. O governante convida, por isso, a juventude guineense a demarcar-se de quaisquer atos ou intenções que firam a paz e convergir as suas ações para a promoção de uma vida comum e saudável.

Por sua vez, Ana Leonie Lopes, em representação do Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA), enfatizou que o dia mundial da juventude foi pensado, por constituírem (jovens) a maior franja da população africana e da Guiné-Bissau, tendo assegurado que a ideia é fazer com que os jovens tenham voz ativa na discussão sobre mudanças sociais e políticas que devem ser seguidas no país.

“Devemos aproveitar as capacidades dos jovens na prevenção e resolução dos conflitos, para a construção de uma sociedade cada vez mais justa”, defendeu Ana LeonieLopes, UNFPA youth and adolescents officer, apelando ao governo guineense que trabalhe mais para maior inclusão dos jovens nos processos de desenvolvimento, estabilização e construção da paz na Guiné-Bissau. 

O UNFPA continuará a trabalhar juntamente com o governo e a juventude para melhorar as condições do país.